Logo Web Estratégica - Consultoria de SEO e Marketing de Conteúdo

Google EEAT: como usar para alavancar resultados

01/03/2023

Para posicionar um site nos resultados de busca, o Google leva em conta uma série de fatores. Se você trabalha com SEO e marketing digital, pode já ter ouvido falar do Google EAT, formado pelas iniciais de 3 pilares que o buscador considera fundamentais nessa avaliação. Agora o EAT se transformou em Google EEAT e ganhou mais uma letra e mais um fator de relevância.

Com sua atualização no final de 2022, essa mudança veio para aprimorar ainda mais os resultados de busca apresentados ao usuário, favorecendo que páginas de qualidade sejam mostradas entre os primeiros lugares. 

Neste artigo, você vai entender o que é o Google EEAT e o que muda com essa nova atualização, além da sua relação com o Helpful Content System e como o EEAT influencia os conteúdos. Continue lendo e veja como a mudança no algoritmo pode trazer benefícios para sua marca.

O que é o Google EEAT?

Lançado inicialmente em 2018, ainda como Google EAT, essa atualização definiu os fatores que o Google utiliza para avaliação das páginas. A sigla original significa Expertise, Authority  e Trustworthiness.

Expertise, de especialização ou conhecimento sobre o assunto, avalia o quanto o seu site ou blog é especialista no tema que está sendo falado, reconhecendo se o conteúdo foi escrito por alguém que realmente sabe sobre aquilo. No caso de um artigo sobre saúde, por exemplo, um conteúdo escrito por um médico tem mais chances de se destacar.

Authority, ou autoridade, está ligado ao quanto sua página é relevante, ou seja, qual a autoridade para falar sobre determinado assunto. Se o usuário clica no seu site e encontra o que procura, ou se outros sites indicam o seu como referência, ponto positivo para a autoridade. Do mesmo modo, se a sua marca ou a pessoa que escreveu o texto são premiados ou reconhecidos no setor, a autoridade também é reforçada.

Trustworthiness, ou confiabilidade, leva em conta se o seu site é confiável, apresentando informações verdadeiras, e seguro, com recursos para proteger o usuário. Além de penalizar sites que difundem fake news, esse fator é muito importante para sites como e-commerces, que devem ter certificados de segurança para que a compra e o sistema de pagamento sejam confiáveis.

Por fim, o mais novo critério, e que transformou a sigla em Google EEAT, é a Experiência (Experience). Muito parecido com a Expertise, esse parâmetro valoriza a experiência real, como o uso de um produto, a visita a um restaurante ou a realização de uma viagem. O fator de experiência dá valor a um texto que foi escrito por alguém que realmente vivenciou aquilo sobre o que está escrevendo. 

Qual é a finalidade dessa nova atualização do Google

Muitas vezes, em busca de subir na SERP, alguns sites implementam estratégias que podem ser danosas aos usuários, como falar de um assunto sem o determinado conhecimento, apenas pela palavra-chave relevante, por exemplo. Esse tipo de atitude tende a ser prejudicial, e é justamente isso que o Google quer combater.

O objetivo do Google com o EEAT é tornar os resultados cada vez mais úteis, precisos e relevantes. Assim, quanto mais refinada for essa avaliação, melhor. Justamente por isso a necessidade de atualização, com um novo critério incluído.

Apesar de não afetarem diretamente o ranqueamento, as diretrizes do EEAT são usadas pelos avaliadores da pesquisa, pessoas reais e altamente treinadas que testam os sistemas de pesquisa e classificação do Google, em busca de sugerir melhorias e tornar o buscador cada vez mais útil.

Mudanças importantes

A principal novidade em relação ao antecessor, como dissemos, é a inclusão da Experiência como um critério. No Google EEAT, alguém com a experiência de vida passa a ser mais valorizado ao falar sobre o tema. O que aumenta a credibilidade das informações fornecidas, que tendem a ser mais ricas, detalhadas e reais.

Além disso, essa atualização também oferece uma nova perspectiva aos criadores de conteúdo, que podem avaliar suas produções também do ponto de vista da experiência, conciliando com os demais critérios para oferecer um conteúdo de alta qualidade e relevância a quem acessa seu site.

A relação do Google EEAT e o Helpful Content System

Assim como a atualização que lançou o Helpful Content System, o Google EEAT tem o mesmo objetivo de melhorar a experiência do usuário ao priorizar conteúdo útil e de valor. Nestes tempos em que tanto se fala de inteligências artificiais dominando a escrita, essas mudanças valorizam os conteúdos escritos para e por pessoas. 

Com a inclusão da Experiência no jogo, os avaliadores complementam a avaliação do Helpful Content System, aumentando a qualidade dos mecanismos de pesquisa como um todo. Por exemplo, se o sistema não identificar algum site de baixa relevância, que deveria ser penalizado, e ele for exibido na SERP, os avaliadores, através das diretrizes do EEAT, irão reconhecer e alertar sobre a necessidade de mudança.

Por que o Google EEAT impacta diretamente na criação de conteúdos?

Se você quer ocupar as primeiras posições no Google, pensar seus conteúdos de acordo com o EEAT é um ótimo ponto de partida. A sua marca ou o seu texto possuem autoridade? São confiáveis? Demonstram conhecimento sobre o assunto? Os textos são construídos através de experiências reais?

A criação de conteúdo da sua marca deve ser pautada por essas perguntas, e não somente pela otimização em SEO e as palavras-chave do momento. Tudo que o seu cliente quer encontrar é conteúdo útil, original e de valor. 

Para ajudá-lo, é preciso oferecer o que ele procura, responder com qualidade e atender suas expectativas. Assim, de um mero visitante você passa a ter alguém que confia na sua marca, construindo sua reputação junto ao público para, no futuro, obter o resultado em vendas.

Se a sua marca faz parte do grupo chamado YMYL (“Your Money Your Life” ou “Seu Dinheiro Sua Vida”), ou seja, que tratam de assuntos relacionados a finanças ou saúde, o EEAT ganha ainda mais valor, já que o seu conteúdo tem uma responsabilidade mais alta com o usuário.

Um texto escrito por um médico vale mais que o mesmo escrito por um leigo, assim como a avaliação do app de uma corretora vale mais quando feita por um usuário real, por exemplo.

Qual é seu

potencial de receita

com tráfego orgânico?

Descubra agora
Planilha de TAM do tráfego orgânico

Como melhorar o EEAT das suas páginas?

Trabalhar esses critérios é determinante para melhorar o posicionamento das suas páginas na pesquisa. Por isso, de acordo com as diretrizes do Google EEAT, recomendamos algumas práticas para aprimorar o desempenho do seu site.

  • Experiência: Traga experiências reais para dentro dos seus conteúdos, de pessoas que já vivenciaram aquele assunto. Você pode realizar entrevistas, trazer convidados e incentivar avaliações de produtos.

 

  • Expertise: Mostre que a sua marca é especialista naquele tema. Desenvolva conteúdos aprofundados e fundamentados, apresentando referências técnicas ou científicas, se houver. Mostre como obteve aquele conhecimento, como certificados e formações acadêmicas ou internacionais, por exemplo.

 

  • Autoridade: Posicione sua marca como referência no setor em que atua. Construa conteúdos de qualidade que possam ser compartilhados pelas pessoas e referenciados por outros sites. Trabalhe também as palavras-chave mais importantes do seu setor para ser reconhecido naqueles temas.

 

  • Confiabilidade: Faça o usuário se sentir seguro ao acessar seu site. Respeite a LGPD, comprove sua reputação através de boas avaliações ou premiações obtidas, deixe as informações claras para seus clientes e ofereça recursos de segurança para proteger o usuário, principalmente se você tem uma loja virtual.

 

Foco no usuário

Para continuar sendo o maior buscador do mundo, o Google está sempre atrás de melhorias. A atualização do EAT para EEAT é mais uma delas, sempre com o mesmo propósito: melhorar a experiência do usuário. Por isso, se você quer se destacar nas pesquisas, ter esse mesmo cuidado com o seu cliente é fundamental. 

Encontre uma solução para implementar suas estratégias de marketing de conteúdo junto ao nosso time. Na Web Estratégica, oferecemos um grupo de especialistas para produzir conteúdo útil e de valor, atraindo público qualificado até o seu site e garantindo resultados sustentáveis e recorrentes para a sua marca do ponto de vista de SEO. Passei a dominar a SERP e conquiste maiores resultados hoje mesmo!

Anderson Fagundes
Atua com SEO e Google Analytics desde 2010 e atualmente é CCO na Web Estratégica. Possui formação em Publicidade pela PUC-RS e especialização em Design Estratégico pela Unisinos. Foi co-fundador da Lume, agência gaúcha responsável pela estratégia e execução de SEO em grandes marcas regionais e nacionais.
Receba dicas de SEO e Conteúdo