solicite uma proposta
Blog

Como funciona o Google EAT ?

Com o surgimento do método E-A-T, houve confusão a respeito do assunto, porque o Google não explicou formalmente como funcionaria a atualização. Basicamente, o Google EAT determina que a pessoa que escreve para um blog tenha pleno conhecimento sobre o assunto abordado.

Nesse sentido, em um blog de medicina, por exemplo, o artigo deve ser obrigatoriamente escrito por um médico para que o conteúdo seja bem visto pelo Google. Por conta disso, diversos sites relacionados a saúde perderam posições no buscador.

Em suma, o que se sabe é que os três fatores E-A-T são os aspectos mais importantes do seu site para que o Google entenda a qualidade das suas informações e do seu conteúdo e posicione bem as suas páginas.

O que significa a sigla E-A-T?

A sigla do Google EAT faz referência aos termos “expertise” (conhecimento sobre assunto), “authority” (autoridade) e “trustworthiness” (confiabilidade). A junção deles designa os fatores que passam a ser indispensáveis para o Google avaliar positivamente um site.

  • “Expertise”: o blog tem conhecimento sobre o assunto?

Ser o melhor site no segmento conta muitos pontos nessa fase, já que o Google valoriza páginas que oferecem a melhor experiência para o usuário. Garantindo o fornecimento de todo o conhecimento sobre o assunto, com conteúdo específico e confiável, o blog passa a ser visto com bons olhos pelo Google.

Já para um e-commerce, a expertise se dá em relação ao posicionamento da marca, ou seja, a partir da afirmação de que a marca tem autoridade no segmento, a ponto de se tornar sinônimo dela – um bom exemplo é o ramo de aparelhos de barbear, cuja primeira marca que vem à cabeça é a Gillette.

  • “Authority”: o blog tem autoridade sobre o assunto?

A autoridade da marca tem tudo a ver com a forma como ela é percebida pelo mercado: quando o mercado reconhece que sua marca é boa no seu segmento, consequentemente a sua reputação aumenta.

Vale destacar que alguns fatores externos reforçam ainda mais essa autoridade, ampliando o prestígio da marca, como, por exemplo, premiações, backlinks qualificados, pessoas públicas usuárias da marca e presença na imprensa.

  • “Trustworthiness”: o blog tem boa reputação no segmento?

A confiabilidade se dá a partir de fatores presentes no site que passam confiança e verdade para o usuário, deixando-o à vontade e seguro para fazer as compras online e consumir seu produto.

Para garantir que seu site e sua marca transmitam credibilidade e segurança, vale apostar em aspectos como: selo de segurança, depoimentos de clientes, diversidade de formas de pagamento (Paypal, Pagseguro, etc), conteúdo original e de qualidade e conhecimento sobre o assunto abordado.

Sites que mais sofrem impacto com o Google EAT

Os sites que mais sofrem impacto com a atualização do Google EAT são aqueles que o buscador considera pertencentes a áreas nas quais é fundamental ter certa credibilidade, por conta da importante influência na vida de terceiros. São eles:

  • Site de notícias: artigos que abordam áreas como negócios, política, ciência ou tecnologia. Para obter boa pontuação, devem apresentar elementos jornalísticos de qualidade, com notícias objetivas e úteis para o usuário;
  • Direito e sociedade civil: geralmente oferecem debates atuais sobre política e discussões socialmente importantes;
  • Finanças: assessoria financeira e investimentos. Na área de finanças, o Google não exige tantos requisitos, mas, para que a pontuação seja alta, é indicado que as fontes sejam confiáveis e atualizadas de acordo com a estrutura jurídica;
  • Saúde: informações que abordam áreas como medicina, psicologia, doenças entre outras. Para obter uma boa pontuação, os conteúdos devem ser desenvolvidos por profissionais e especialistas e devem passar por revisões e atualizações periódicas;
  • Grupos de pessoas: assuntos que abordam temas como preconceito, etnia, tabus, etc.

O Google valoriza também o trabalho cotidiano. Isso significa que, ainda que nem todas as áreas exijam diploma para tratar determinados assuntos, a prática vivida cotidianamente, seja tratando como trabalho ou como hobby, já é suficiente para evitar que o site sofra penalizações – como é o caso de sites que abordam fotografia, por exemplo.

John Mueller, Webmaster e analista do Google, explicou que essa atualização não afeta o comércio eletrônico, por não se tratar de website que fornece informações críticas para seus usuários. Mesmo assim, para evitar qualquer tipo de penalização, é aconselhável que os e-commerces melhorem ou expandam seus conteúdos.

Como ter uma boa pontuação no Google EAT

Alguns dos fatores determinantes para ter uma boa pontuação no Google EAT são:

  • Foco no conteúdo
  • Qualidade do conteúdo
  • Autores especialistas
  • Força de mercado da marca
  • Design profissional

Se quiser mais informações sobre o Google EAT e como otimizar suas estratégias, entre em contato com a gente, solicite uma consultoria de SEO para seu site e garanta ainda mais sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound