solicite uma proposta
Blog

E-commerce: estratégias de SEO para Black Friday

A data mais importante do e-commerce está chegando! E você deve estar se preparando, organizando seu estoque, definindo os descontos, e desenhando as estratégias de marketing não é mesmo? Portanto, você já sabe que agora é a hora pensar em estratégias de SEO para a Black Friday, para não ficar de fora do melhor dia de vendas do ano!

A Black Friday 2021 acontece no dia 26 de novembro — na última sexta-feira do mês, após as famosas comemorações do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos. Já no Brasil, o evento supera o número de vendas em alguns setores, ultrapassando datas comerciais tradicionais, como: Natal, Dia dos Pais, Dia das Mães e Dia do Cliente.

Além disso, é possível afirmar que as vendas nesse período podem representar o volume de 4 ou 5 meses comuns.

Mas 2021 não é um ano qualquer — com a economia reaberta, a previsão é que esse ano o evento seja ainda mais digital. 

Outro destaque importante a ser feito é que o Google fez atualizações em seu algoritmo, mudando um pouco as regras do jogo e fazendo necessário realizar algumas alterações no site para manter o e-commerce bem ranqueado nas pesquisas. 

Para aproveitar essas oportunidades, é preciso se concentrar em estratégias especiais – seja para um grande ou para um pequeno e-commerce. São elas que farão sua loja virtual ter um excelente desempenho durante a Black Friday.

Continue lendo o artigo e descubra quais são as expectativas para a data neste ano. Saiba também quais são as melhores estratégias de SEO para a Black Friday 2021 e antecipe as mudanças no seu site.

Dados e expectativas para a Black Friday 2021

É impossível falar em marketing e não pensar em dados, é como dirigir com os olhos fechados.

Em 2019, o e-commerce brasileiro faturou 3,2 bilhões de reais só na quinta e sexta-feira da Black Friday, considerando que as lojas normalmente estendem as ofertas por 48 ou até 72 horas e, em alguns casos, as promoções acontecem a semana inteira.

Já no ano de 2020, impulsionados pelos efeitos da pandemia, o esperado era que a Black Friday apresentasse um crescimento de 20 a 30% – ou seja, muito mais vendas do que no ano anterior. E, de fato, essa projeção se cumpriu.

Dentro desse cenário, segundo o 43° relatório da Ebit|Nielsen, os e-commerces faturaram um total de R$4,5 bilhões em 2020 nas datas sazonais de Black Friday e Cyber Monday, entre os dias 26 e 30 de novembro. O crescimento representou 25% e 36%, respectivamente, em comparação com 2019.

Economia digital pós pandemia

Assim como 2019 foi um parâmetro para o crescimento da edição de 2020, o comportamento do consumidor no ano passado é um termômetro que sinaliza aquilo que podemos esperar do volume de compra na Black Friday 2021.

A principal tendência deste ano está diretamente ligada ao protagonismo do consumidor na pesquisa e comparação de preços. 

O serviço de comparação e rastreamento de preço do Google Shopping, por exemplo, faz com que o cliente tenha todas as informações na palma da mão. 

Mesmo quem escolher realizar suas compras em lojas físicas, antes utilizam as páginas de resultados para comparar valores em outros sites e fazer o melhor negócio.

Comparador-Preços-Google-Shopping

Criar experiências pelas quais valha a pena pagar, e oferecer uma boa experiência do usuário de ponta a ponta vai te diferenciar.

Segundo dados da eMarketer, é esperado que os gastos com publicidade digital sejam focados em dispositivos móveis. No Brasil, por exemplo, o gasto com publicidade para mobile podem chegar a 76,8% na Black Friday.

Dados em destaque:

Dados-eMarketer-Investimento-Mídia

Isto se dá, principalmente pela inclusão digital que vem acontecendo no país, por meio da expansão do mercado de smartphones e do acesso à banda larga.

Grandes empresas estão realizando muitos investimentos em campanhas online, podendo fazer que o custo de aquisição de novos clientes fique ainda maior.

E com isso, inevitavelmente, o retorno sobre o investimento fica cada vez mais difícil para quem está fazendo investimento em tráfego pago e campanha digital. 

O que mostra a importância em investir em estratégias de tráfego orgânico para diminuir o custo médio por venda. 

Mas tem solução: Para garantir melhores resultados e um crescimento exponencial em seu e-commerce é preciso executar algumas estratégias únicas.

8 Estratégias de SEO para Black Friday de sucesso
1. Use palavras-chave específicas

Diante da competitividade para a data, fazer a seleção das palavras-chaves é o recurso mais importante para se ter resultados na Black Friday.

Ao optar por uma palavra ampla, como “Black Friday 2021”, alguns fatores podem prejudicar o desempenho do seu e-commerce.

O primeiro deles é a concorrência, pois o Google tende a priorizar páginas com reputação forte ou que já estejam estabelecidas, o que torna muito mais difícil o trabalho de aparecer em uma boa posição.

Busca-por-Black-Friday-2021

No entanto, você pode ser capaz de rankear para palavras específicas do segmento, como “Black Friday sapatos”, “Black Friday eletrodomésticos”, “Black Friday Celular”, “Black Friday Tênis”, “Black Friday Frigideira”.

E é aí que você deve focar esforços: onde a concorrência é menor e os clientes estão direcionados.

Aposte em colocar seu segmento ou produto junto com a palavra “Black Friday”, e isso vai fazer toda a diferença no momento em que os consumidores realizam a busca. Te deixando mais próximo das primeiras posições.

Busca-por-Black-Friday-Frigideiras
2. Responda potenciais dúvidas e inseguranças dos consumidores

Ainda que seja a grande oportunidade de vendas do ano, a Black Friday ainda é vista com insegurança por muitos consumidores, recebendo inclusive o apelido de “Black Fraude” em alguns casos.

Por esse motivo, é muito importante trabalhar com palavras-chave que garantam que seu e-commerce é de confiança, respondendo a possíveis dúvidas que os clientes tenham e fazendo-os sentir segurança em comprar de você.

Alguns exemplos de conteúdo que podem ser criados:

  • Garantia de entrega – Algumas lojas vendem um volume muito grande de produtos, fazendo com que a logística não dê conta de atender tudo no prazo normal, e esse atraso na entrega gera ansiedade no consumidor. Por isso, deixe avisos no site de que essa situação pode ocorrer e que existe uma política que garante que a entrega será feita.
  • Tempo de garantia de devolução do produto – não é raro encontrar pessoas que fazem compras por impulso, apenas considerando a promoção e não a necessidade de adquirir um item. Portanto, também é importante informar sobre o tempo de devolução do produto, tanto oficial quanto com as especificações do seu e-commerce.

Lembrando que, no Brasil, por lei, o consumidor tem até 7 dias a partir da data de recebimento do produto para se arrepender da compra.

Aposte nesse tipo de conteúdo para suas páginas de produtos promocionais, landing pages e descritivos, durante a oferta de Black Friday torna ainda maior a confiança do cliente no seu site.

3. Invista na versão mobile do seu e-commerce

No estudo inédito “Como os brasileiros compram online”, uma parceria da Web Estratégica com a SEMrush, foi monitorado mais de 1,1 bilhão de visitas das 100 maiores lojas de e-commerce atuantes no país e identificado que 70% desse tráfego é feito via mobile.

Isso significa que o conceito de “Mobile Friendly” não deveria mais existir, já que qualquer site, a partir de agora, vai precisar obrigatoriamente ter um versão para smartphones se quiser sobreviver.

Tendências-de-Tráfego-Mobile-Ecommerce

Para o e-commerce, principalmente, esse é um ponto de virada. 

Os consumidores vão pesquisar cada vez mais pelo celular, cadastrar-se para receber notificações de promoção, fazer compras, calcular fretes, efetuar pagamentos, monitorar pedidos e tudo mais na palma da mão.

Incluindo essa tendência dentro das estratégias de SEO para e-commerce na Black Friday, além de garantir que seu site seja adaptado para smartphones, é importante conferir mais alguns pontos, como:

  • Testar todos os links internos e em diferentes modelos de celulares para garantir que estejam ativos, direcionando para as páginas corretas e com anchor text assertivos;
  • Conferir como a página de checkout e os e-mail marketing apresentam-se em diferentes tamanhos de tela – principalmente as imagens, que podem perder proporção e tirar a visibilidade do texto.

Esses são alguns erros considerados comuns, que você precisa testar com antecedência de, no mínimo, uma semana antes da Black Friday.

É claro que pode ser preciso fazer alguma mudança de última hora, mas a base já estará pronta e bastará apenas editar, otimizando seu tempo para concentrar-se na experiência que seus clientes terão no celular.

Tenha em mente que 7 a cada 10 clientes comprarão pelo smartphone. Portanto, a sua loja tem que oferecer uma experiência aprimorada para mobile.

4. Aqueça os clientes com conteúdo relevante para a Black Friday

Um fato inusitado: cerca de um mês antes da Black Friday, as vendas tendem a cair, já que as pessoas começam a se segurar para aproveitar as ofertas do período.

Com a expectativa para a data, essa é uma ótima oportunidade para gerar um sentimento de antecipação – e alguns temas para criar conteúdo são:

  • Que tipos de produtos estarão em oferta;
  • Como será o atendimento durante a data – horário estendido, chat, como entrar em contato;
  • Quais as políticas de entrega, devolução e frete grátis;
  • Vantagens que serão oferecidas – por exemplo, as primeiras compras receberão maiores descontos.

Uma busca rápida de palavras-chave vai mostrar a intenção dos clientes e quais suas principais dúvidas, por exemplo:

Palavra-chave-Dúvidas-e-Inseguranças

Ao trabalhar esse tipo de conteúdo com antecedência, você é capaz de preparar sua carteira de clientes, inscritos e quem já fez compras no seu e-commerce para que, quando chegar a hora, eles já estejam prontos e dispostos a aproveitar suas ofertas.

5. Selecione os produtos certos para entrar em promoção

Faz parte de uma boa estratégia de e-commerce para Black Friday pensar em quais produtos seus clientes vão querer comprar nessa ocasião.

Outra boa oportunidade para este momento – e que depende de como o atendimento será feito – é a fidelização de clientes. 

Isso é importante porque, poucas semanas após a Black Friday, já iniciam-se as promoções de Natal e queimas de estoque.

Portanto, mesmo que a pessoa não tenha finalizado uma compra agora, pode voltar para aproveitar outras datas.

Produtos em alta para implementar essas estratégias de SEO para e-commerce:

Ficar em casa aumentou o uso de fones de ouvido, e por isso nossos ouvidos vão piorar.

Autoridades médicas têm chamado a atenção sobre as consequências do uso excessivo de fones de ouvido. O uso errado desse tipo de acessório durante a pandemia de covid — por causa do home office e do ensino remoto — ampliou a possibilidades de problemas de saúde no futuro…. 

Sem dúvidas vai impactar nos tipos de produtos que serão buscados, como: cadeiras gamer, webcam, microfones, etc… já que muitas empresas apesar da reabertura continuaram com o home office em modelos híbridos. E o ensino EAD continua como tendência.

Um exemplo de produto que apresentou crescimento de vendas no e-commerce durante esse período é o fone de ouvido (headset), já que muitas pessoas adotaram o home office de vez, para evitar problemas de audição. Um fone de qualidade é fundamental.

Fone-de-Ouvido-Google-Trends

Nesse sentido, a dica é apostar na oferta de produtos como este, considerando o aumento no volume de buscas durante esse período do pré evento. 

Estude os concorrentes, use o Google Trends, o Keyword Planner, o SEMrush e demais ferramentas de monitoramento para entender o que as pessoas estão buscando, e crie essa vantagem para seu e-commerce.

6. Tenha um e-mail de abandono de carrinho automatizado

Segundo estudo realizado pela empresa Moosend o custo do frete representa cerca de 60% dos carrinhos abandonados.

Bom, nós temos uma boa notícia pra você: caso não seja possível oferecer frete grátis, uma ótima ideia para evitar de perder noites de sono é configurar um e-mail de abandono de carrinho automatizado. 

É uma estratégia de recuperação de vendas extremamente eficaz, que pode recuperar cerca de 20% da receita perdida.

Amazon-Black-Friday

Nem todos os seus e-mails e redes sociais da Black Friday precisam estar forçando uma compra.  Às vezes, uma mensagem descontraída e alegre é mais memorável.

7. Core Web Virals

O mecanismo de busca do Google é o primeiro lugar onde as pessoas fazem suas primeiras pesquisas. A otimização da experiência da página é a chave para o sucesso de qualquer site a longo prazo.

Em maio de 2021 houve uma grande atualização no algoritmo do Google. Agora ele penaliza páginas da web, com uma experiência de usuário ruim através do Core Web Vitals.

Embora isso esteja definido para evoluir com o tempo, o Core Web Vitals mede atualmente a experiência da página usando três seguintes métricas: 

  • Largest Contentful Paint (LCP): mede o desempenho e velocidade de carregamento. É considerado bom se a LCP atingir 2,5 segundos para carregar a página.
  • First Input Delay (FID): mede o tempo de interação do usuário. Um FID ideal é de menos de 100 milissegundos.
  • Mudança cumulativa de layout (CLS): mede a estabilidade visual. Para fornecer uma boa experiência ao usuário, as páginas devem manter um CLS inferior a 0,1.

A atualização dessa nova experiência na página teve seu lançamento para todos os usuários no mundo, tendo sido concluída no final de agosto de 2021.

Outras métricas importantes:

O Core Web Vitals se junta a outros fatores de rankeamento que o algoritmo já considerava, como:

  • Compatibilidade com dispositivos móveis
  • Navegação segura
  • Uso do protocolo HTTPS
  • Janelas inadequadas “pop-ups”

Todos esses sinais se juntam para avaliar a experiência da página, que, por sua vez, é combinada com outras centenas de fatores de rankeamento que o Google usa na classificação dos resultados da busca.

8. Garanta um bom atendimento

Por fim, tenha sempre em mente, garantir um bom atendimento. 

Uma resposta rápida vai fazer toda a diferença na sua estratégia de e-commerce, além de funcionários treinados e meios de comunicação eficientes, como chat online, whatsapp até e-mail e telefone.

E mais uma vez, é importante preparar o servidor do seu e-commerce para o aumento de acessos neste período, que podem ocorrer em média 10 vezes mais. 

Lembre-se de avisar seu time, fornecedores, agência, consultoria de SEO e equipe de software para garantir toda a infraestrutura que o evento pede.

Concentre o seu time em planejamento e deixe tudo pronto com antecedência de pelo menos 1 mês, para evitar passar perrengue no dia da Black Friday. Esperamos que seu e-commerce consiga vender muito!

Se você precisar de ajuda para criação de conteúdo, otimização do site, monitoramento de métricas e insights estratégicos, a Web Estratégica está aqui pronta para isso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound