solicite uma proposta
Blog

Como escolher as melhores palavras-chave para produzir conteúdo?

Escolher a palavra-chave é uma das principais estratégias para obter bons resultados com SEO e atingir o que todo time de marketing almeja: alcançar a primeira posição no Google. 

Por isso, saber como escolher palavras-chave é um conhecimento indispensável na hora de construir um conteúdo com estratégia de SEO e é isso que você vai aprender neste artigo.

Preparamos um direcionamento com dicas importantes de como escolher as melhores palavras-chave para sua equipe colocar em prática nos conteúdos da empresa. Abordamos também sobre a importância das palavras-chave, a diferença entre palavra-chave principal, secundárias, short head e long tail, além de uma lista com ferramentas para ajudar você e sua equipe nas pesquisas e análises.

Vamos começar?

Por que as palavras-chave são tão relevantes para o conteúdo?

Como você faz uma pesquisa no Google?

Dessa forma “ortopedista que atende em Sorocaba São Paulo”, ou assim: “ortopedista sorocaba”?

O mais provável é que você utilize a segunda forma, que contém apenas duas palavras. Essas são as palavras-chave utilizadas na busca, por isso são elementos de grande importância no conteúdo das páginas de produtos, artigos de blog, notícias, entre outras que se deseje indexar.

Dicas para melhorar as palavras-chave do seu conteúdo

Para ajudar você e sua equipe de trabalho nesse processo, vamos compartilhar dicas para vocês escolherem palavras-chave com mais eficiência.

1. Faça pesquisa de palavras-chave

Use ferramentas para auxiliar

O mercado está cheio de ferramentas de apoio e o uso delas otimiza bastante o trabalho de pesquisa, além de ajudar a encontrar o melhor conjunto de palavras-chave.

Veja a seguir algumas ferramentas que podem auxiliar a sua equipe de marketing nesta etapa:

SemRush

É uma plataforma paga que possui diversas funcionalidades de pesquisa de palavras-chave e também de análise de SEO.

Usando essa plataforma é possível analisar o volume de buscas mensais por palavra-chave, as variações de cada uma, onde ela é mais popular e ainda poderá analisar o desempenho da concorrência e obter relatórios de SEO para apoiar a estratégia.

Google Trends

É uma ferramenta gratuita do Google, capaz de coletar informações das pesquisas, permitindo aos usuários fazerem comparações entre palavras-chave, a frequência com que são buscadas, a região geográfica, sazonalidade e até as barreiras linguísticas.

Com o Google Trends você terá informações que lhe ajudarão a escolher as melhores palavras-chave, pois poderá compreender o volume de pesquisas, as tendências, os tópicos relevantes relacionados, tudo isso para otimizar a estratégia de SEO.

Google Keyword Planner

É uma ferramenta do Google que está ligada ao Ads e que fornece informações detalhadas sobre palavras-chave.

Sua principal função é a possibilidade de identificar o nível de concorrência entre palavras-chave e o volume de buscas mensais, e com essa informação é possível selecionar os termos de forma mais assertiva para a sua estratégia.

Rank Tracker

O Rank Tracker é uma ferramenta capaz de fornecer as informações de SEO para gerar tráfego orgânico para o seu site através dos mecanismos de busca e até tráfego pago qualificado.

Nela é possível fazer pesquisas por palavras-chave, analisar a concorrência, detectar problemas e avaliar métricas, como CPC, CPS, volume de busca e cliques.

Todas essas ferramentas possuem um objetivo em comum: ajudar na seleção das melhores e mais relevantes palavras-chave para o seu conteúdo.

Após realizar a etapa de pesquisa, é chegado o momento de organizar as palavras-chave para então definir quais serão usadas e como serão incluídas no conteúdo.

2. Saiba a diferença entre short head e long tail

Em geral, as palavras-chave possuem de dois a quatro termos, que precisam estar conectados com a mensagem principal do conteúdo, e podem ser classificadas de duas formas: short head e long tail.

Short head (ou cabeça curta)

As palavras-chave short head são as mais curtas, simples e menos específicas. Geralmente, respondem às buscas de usuários que estão iniciando a jornada do consumidor, seja para a compra de um produto ou o consumo de um conteúdo. Seu principal objetivo é responder ao usuário de forma direta.

Esse tipo de palavra-chave possui um alto volume de busca e consequentemente mais concorrência.

Exemplos de palavras-chave short head:

  • consultoria seo
  • comprar livro
  • marketing de conteúdo

Long Tail (ou cauda longa)

Já as palavras-chave long tail são mais específicas e longas. Geralmente, respondem às buscas de usuários que já sabem melhor o que querem. Pode envolver características qualitativas e até mesmo variações da palavra-chave principal, segmentando ainda mais a busca.

Exemplos de palavra-chave long tail:

  • empresa de consultoria seo
  • comprar livro usado até 50 reais
  • marketing de conteúdo para autônomos

Agora que você já sabe a diferença entre palavras-chave e long tail, é hora de organizar as palavras-chave selecionadas entre a principal, as secundárias e suas variações.

3. Separe as palavras-chave principal, secundárias e suas variações

A escolha das palavras-chave corretas influencia diretamente no sucesso da sua estratégia de SEO, e para escolher a principal e as secundárias, é necessário ter clareza do objetivo do conteúdo e do público para o qual elas serão direcionadas.

A palavra-chave principal é a que servirá de base, geralmente é uma palavra Já as palavras-chave secundárias servem de apoio e darão mais contexto ao conteúdo, aumentando as chances de convencer o Google de que a resposta para a pergunta está neste conteúdo. Elas ajudam a dar maior relevância ao tema e estão mais alinhadas com palavras long tail.

Uma maneira simples de encontrar palavras-chave secundárias é usando o recurso de autocompletar do Google. Você pode digitar a palavra-chave que definiu como principal e ver o que o autocompletar sugere. Vamos supor que a palavra-chave principal seja “consultoria seo“. Ao jogar no Google, algumas das sugestões exibidas são:

  • agências de consultoria seo
  • empresa de consultoria seo
  • consultoria de performance e seo
  • consultoria seo preço
  • consultoria seo sp
  • consultoria seo site

Essas sugestões são as palavras-chave secundárias, e aí o seu time de marketing pode escolher as que fizerem mais sentido para o conteúdo e público.

Veja que todas as sugestões estão baseadas na palavra-chave principal. Se sim, é nessa linha que a sua equipe deve seguir para definir as palavras-chave secundárias.

Pode parecer demorado esse processo de seleção, mas o sucesso de uma estratégia de SEO está na escolha correta das palavras-chave para cada conteúdo, sempre levando em consideração o objetivo, o público e a posição no funil (topo, meio ou  fundo).

Já as variações de palavras-chave são as diferentes formas como ela pode ser escrita, incluindo plural e singular e também a alternância das palavras na pesquisa.

Depois de selecionar as palavras-chave é hora de criar o conteúdo. Saber onde e como incluir as palavras-chave será muito importante para o sucesso da estratégia.

4. Onde e como incluir a palavra-chave no conteúdo

As palavras-chave, tanto principal quanto secundárias, devem estar distribuídas no conteúdo de forma homogênea e sem comprometer a legibilidade do texto.

A palavra-chave principal deve aparecer nos seguintes pontos:

  • título;
  • meta description;
  • meta title;
  • primeiro parágrafo;
  • e em algum subtítulo.

Já as palavras-chave secundárias devem ser distribuídas ao longo do texto sem que fiquem fora de contexto e percam a legibilidade. Você também poderá inserir palavras-chave secundárias em subtítulos. Esse processo acontece também para inserir variações de palavras-chave no texto.

Uma boa prática para a distribuição das palavras-chaves é intercalar a principal, as secundárias e suas variações ao longo do texto de forma leve e natural.

Atenção! Não torne o conteúdo complicado para o público só porque precisa encaixar as palavras-chave. O Google já possui inteligência suficiente para entender a distribuição delas ao longo do  texto, mesmo que uma palavra-chave secundária não esteja escrita de forma literal, como foi planejada.

Durante a pesquisa, o robô do Google vai consultar o seu conteúdo em busca das palavras-chave, enquanto o público olha para as opções de respostas e informações. Se o público não encontrar de forma clara o que precisa, sairá rapidamente do site ou blog. Esse comportamento não é bem visto pelo Google, pois entende-se que a  resposta não foi boa o suficiente para o usuário. Caso isso se repita mais vezes, pode comprometer a estratégia e o ranqueamento do conteúdo da marca. 

Para construir uma estratégia de SEO através de palavras-chave, lembre-se sempre de:

  • ter apenas uma palavra-chave e usá-la com moderação
  • ter palavras-chave long tail
  • não exagerar no volume de palavras-chave secundárias
  • manter a legibilidade do texto
  • usar palavras relevantes e específicas
  • monitorar as tendências

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o universo das palavras-chave, é hora de colocar a mão na massa.

O uso de palavras-chave em páginas de produtos

Imagem: Página de Produtos Leroy Merlin

Antes de abordar sobre o uso de palavras-chave em páginas de produtos ou PDPs, é importante considerar que quando o consumidor chega na página de produtos, provavelmente ele já visitou seus concorrentes, por isso é necessário produzir uma descrição que tenha clareza e informações relevantes. 

Como definir as palavras-chave secundárias para páginas de produtos?

Por exemplo em uma empresa que vende geladeiras, a palavra-chave principal seria geladeira, e como palavras-chave secundárias poderia usar:  geladeira frost free, geladeira inverse, geladeira aço escovado, geladeira duplex, além, claro, da sua marca também. Ou seja, uma forma muito utilizada para encontrar palavras secundárias é conectar a palavra-chave principal à uma característica.

Como definir palavras sinônimas e variações para páginas de produtos?

Os mecanismos de buscas possuem inteligência capaz de identificar palavras relacionadas, podendo ser sinônimas ou variações. Ao procurar, por exemplo, por “refrigerador”, automaticamente aparecerão resultados também referentes ao termo “geladeira”, ou seja, o robô entende a intenção de busca do usuário e trás uma gama maior de resultados relacionados.

As variações de palavras-chave são as diferentes formas como ela pode ser escrita, incluindo plural, singular e também a alternância das palavras na pesquisa, por exemplo, “geladeira frost free” ou “frost free refrigerador”. 

O uso de palavras-chave em artigos de blog

Imagem: Blog Web Estratégica

Milhares de novos artigos de blog são publicados todos os dias e a concorrência fica cada vez maior. Para posicionar bem as palavras-chave, é importante que a sua equipe escolha corretamente quais serão trabalhadas.

Vamos utilizar como exemplo, quando uma pessoa pesquisa no Google por alguma informação, habitualmente ela pesquisa através de um conjunto de palavras e costuma colocá-las como se estivesse perguntando para alguém. Esse padrão utilizado na busca, são as referências que o Google  utiliza para encontrar os melhores resultados.

Se você pesquisar no Google por “como escolher palavras-chave” verá quase 21 milhões de resultados. De todos esses resultados, poucos terão a combinação exata da sequência de palavras usadas na busca. O ranqueamento dos resultados é feito do link mais relevante para o de menor relevância.

Alguns resultados vão considerar o termo  “palavras-chave” e outros vão considerar a combinação “como escolher”. As possibilidades levam em conta também o histórico de comportamento do usuário. 

Como artigos de blog são mais longos do que descrições de produtos, a chance de explorar um conjunto maior de palavras-chave, sem que o texto perca a legibilidade, também aumenta.

Se você chegou até aqui e acredita que pode implementar estratégias de SEO no seu negócio, mas precisa de um pouco mais de conhecimento e orientação, nós da Web Estratégica podemos te ajudar.

Preparamos um treinamento que vai ajudar o seu time de marketing a tomar boas decisões em relação às estratégias de SEO e a criar conteúdos capazes de gerar os resultados que deseja.

São 12 aulas nas quais o nosso fundador, Rafael Rez, compartilha conhecimento e experiência, abordando tópicos como marketing SEO, mitos do SEO, métricas relevantes, marketing de conteúdo e muito mais. Não perca tempo e venha já conhecer o treinamento em SEO e produção de conteúdo estratégico da Web Estratégica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound