solicite uma proposta
Blog

Web Stories- Guia de boas práticas

Entregar conteúdo que o público deseja consumir é o grande desafio das empresas, e para ajudar nesse processo, o Google criou os Web Stories.

Através dessa ferramenta é possível explorar a criatividade e publicar conteúdos mais dinâmicos sem que fiquem presos às redes sociais, e o melhor de tudo: é possível aumentar o alcance orgânico, uma vez que os Web Stories são indexáveis, e ainda monetizar o conteúdo.

Se você está em busca de um novo formato para entregar conteúdo ao seu público,  não quer usar as redes sociais para isso, quer flexibilidade criativa, baixo custo e velocidade na entrega, então continue lendo este artigo e veja quanto os Web Stories do Google podem te ajudar a aumentar o alcance orgânico dos seus conteúdos e a retenção de usuários no seu site.

O que é Web Stories?

Os Web Stories são um formato de conteúdo semelhante ao famoso Stories do Instagram, mas que é exibido no aplicativo do Google no celular e nos resultados de busca (não é o aplicativo do Google Chrome).

A principal diferença é que ele não fica restrito a um ambiente fechado como o das redes sociais e ainda ajuda a aumentar o alcance orgânico do conteúdo dos sites que já trabalham com Web Stories, pois eles são indexáveis.

Foi anunciado em 2018 e chamado de “Google AMP Stories”. Inicialmente não se popularizou em relação aos famosos stories das redes sociais. Em outubro de 2020, o Google ampliou as funcionalidades, simplificou o processo de criação de conteúdo e mudou o nome para “Web Stories”.

Essa atualização permitiu que o alcance aumentasse, assim como o número de usuários criando conteúdo nesse formato – o Google chegou a informar que, antes de iniciar 2021, mais de 2000 sites já estavam publicando Web Stories – e o consumo começou a crescer desde então.

Muitas empresas já estão usando o Web Stories, entre elas marcas famosas, como Vice, Forbes, Folha, Uol, Gannett e Editora Globo. A tendência daqui pra frente é que cada vez mais empresas adotem os Web Stories como um formato mais dinâmico para criação de conteúdo.

Consegue ver o tamanho da oportunidade que o Google está colocando à disposição de todos?

Conheça as vantagens dos Web Stories

O uso estratégico dos Web Stories pode trazer muitas vantagens, listamos as principais delas:

  • Fonte extra de tráfego: para o Google, os Web Stories são vistos como páginas com título, textos, imagens e vídeos, e com isso são indexados e exibidos nos resultados de busca, o que gera mais uma fonte de tráfego para o site.
  • Conteúdo dinâmico: junto com o seu time, vocês podem explorar conteúdos em imagens, textos e vídeos; contar histórias, fazer reviews de produtos, enfim, usar a criatividade!
  • Monetização: é possível monetizá-los inserindo anúncios do Google Ads entre Web Stories.
  • Baixa concorrência: por ser recente, ainda não são muitas as empresas e os criadores de conteúdo que estão usando o formato, por isso a concorrência é baixa e isso é uma excelente oportunidade para alcançar mais os potenciais clientes da empresa. 
  • Melhoria no engajamento: por ser um conteúdo mais fácil de ser consumido, a tendência é que Web Stories criativos e bem desenvolvidos tornem a audiência mais engajada.
  • Maior atrativo visual: por possibilitar o uso de imagens, textos e vídeos, o conteúdo dos Web Stories se torna visualmente mais atrativo, o que tende a gerar mais tráfego e engajamento.
  • Um formato extra no site: como os Web Stories ficam hospedados no site, como um outro formato de conteúdo, você pode aproveitá-los para compor o conteúdo e o layout do site.

Pensando em novas oportunidades através dos Web Stories do Google, vamos mostrar como eles funcionam e quais são as práticas recomendadas  em sua criação.

Reprodução completa do Web Stories acima.

Como funciona o Web Stories?

Os Web Stories funcionam de maneira muito similar aos Stories existentes no Instagram, Facebook e WhatsApp, só que ao invés de estarem dentro das redes sociais, eles estão no Google e podem ser acessados pelo aplicativo do Google no seu celular ou pelo Google Discover.

Como criar Web Stories?

No site oficial dos Web Stories, o Google lista um conjunto de ferramentas compatíveis com o formato, que auxiliam o processo de criação. 

Como outras alternativas, temos: WordPress com o plugin oficial desenvolvido pelo Google, Newsroom AI, MakeStories ou até mesmo usufruto de habilidades de programação personalizadas por alguém de sua equipe.

Como criar Web Stories no WordPress?

Se o site foi desenvolvido usando o WordPress, então você poderá criar os Web Stories de forma prática através do plugin oficial. 

Veja o passo a passo:

  1. Para começar, instale o plugin “Web Stories” e ative-o. 
  2. Feito isso, acesse a opção “Stories” no menu lateral e clique em “Adicionar novo”.
  3. Assim que for direcionado para a tela do editor de Web Stories dentro do painel do WordPress, é só utilizar a criatividade para construir os conteúdos!
  4. Além disso, o WordPress possibilita: importar imagens do computador, usar textos pré-formatados, formas,  layout pré-produzidos e animações. 
  5. Depois que você criar os seus Web Stories, basta clicar em “Publicar” e eles já estarão disponíveis para o público.

Dica Extra

Para que o Google indexe seus Web Stories mais rápido, adicione o sitemap deles ao Google Search Console.

O link para o sitemap dos Web Stories do Google em seu site será o seguinte: https://seudominio.com.br/web-story-sitemap.xml

Web Stories e SEO

Os Web Stories do Google são vistos como conteúdo indexável, assim como as páginas do site, e por isso é fundamental que a estratégia de SEO cubra esse formato de conteúdo.

Se você já tem uma estratégia de SEO sendo executada e vai adicionar o formato dos stories na produção de conteúdo, uma boa maneira de obter informações relevantes para criar novos conteúdos e otimizá-los é através dos relatórios de SEO gerados até o momento.

Esses relatórios vão apresentar métricas e KPIs que darão informações úteis e direcionarão a criação de conteúdo para os Web Stories, permitindo que eles sejam mais uma peça fortalecedora da estratégia e um canal forte para a geração de tráfego orgânico.

Exemplos de Web Stories

Veja alguns exemplos de Web Stories no mercado:

Se você chegou até aqui e gostaria de aplicar essa estratégia de conteúdo, mas não sabe nem por onde começar a criar conteúdo e fazer as otimizações de SEO, não se preocupe! 

Temos uma equipe na Web Estratégica pronta para prestar uma consultoria de SEO que você nunca imaginou. Profissionais altamente capacitados e com experiência de mercado prontos para ajudar grandes empresas a alcançarem a primeira página no Google e muitas vendas.

Mas independente disso, o conteúdo a seguir vai mostrar um conjunto de boas práticas para que você e o seu time saiba exatamente o que fazer na hora de criar Web Stories.

Guia de boas práticas

Para que os Web Stories sejam vistos e gerem resultados como engajamento, aumento do tráfego orgânico no site e vendas, é preciso seguir algumas boas práticas no processo de criação.

Essas boas práticas são recomendadas, inclusive pelo Google, pois todo o conteúdo dos Web Stories é analisado pelo algoritmo para que sejam exibidos nos resultados de busca e no Google Discover.

Escolha de palavras-chave

As palavras-chave são o principal elemento das estratégias de SEO para um melhor posicionamento orgânico nas buscas.

Elas devem estar relacionadas com a pauta que os Web Stories vão cobrir e devem despertar interesse do público em continuar navegando.

Na hora de escolher as palavras-chave, lembre-se sempre dos pontos a seguir:

  • Volume de busca
  • Usar palavras-chave short head e long tail
  • Ter uma palavra-chave principal e no máximo 5 secundárias
  • Manter as palavras-chave dentro do contexto do conteúdo

Produção de conteúdo

Os Web Stories são um formato de conteúdo para consumo rápido, então é necessário ter conteúdos relevantes, breves e objetivos.

Pense sempre na jornada do cliente e para qual etapa do funil o conteúdo está sendo criado. Priorize conteúdos leves e fáceis de consumir e use técnicas de storytelling.

Produza conteúdos úteis e que o público gostaria de consumir. Uma forma eficiente de produzir esses conteúdos é tendo boas fontes de pesquisa, tanto para referência quanto para inspiração.

Uso de imagens e layout

O conteúdo dos Web Stories é composto por textos, imagens e vídeos, e saber organizar esse conteúdo para ter um layout agradável é essencial para dar visibilidade a eles.

Como você já sabe, o conteúdo dos Web Stories é lido pelos robôs do Google, então é importante que você mantenha a estrutura do conteúdo dentro dos padrões.

Veja a seguir alguns parâmetros indispensáveis na criação:

  • Texto alternativo em todas as imagens e demais elementos visuais.
  • Títulos respeitando a hierarquia de informação e utilizando as tags <h1>, <h2>, <h3> etc.
  • Deixar um espaço de 96×96 pixels no layout para inserir a logo, isso facilita os robôs a associarem o conteúdo à marca.
  • Inserir dados estruturados ao criar os Web Stories, isso fornecerá uma pesquisa aprimorada.
  • Ter consistência na identidade visual.
  • Criar e cadastrar a imagem de destaque para cada publicação de Web Stories, sempre com um texto alternativo para ela.
  • Quando utilizar vídeos, opte por adicionar legendas, pois a maioria das pessoas assiste aos Web Stories com o áudio desligado.
  • Não adicione textos diretamente nas imagens. Como os Web Stories são ajustados de acordo com o tamanho da tela do usuário, os textos podem ser cortados, comprometendo a legibilidade.

Call to action

Os Web Stories são uma grande oportunidade de gerar tráfego para o site e realizar conversões, e para que isso aconteça você não pode esquecer o Call to Action.

Por serem diferentes dos stories das redes sociais, eles não fazem parte de uma rede de engajamento, então é fundamental que haja um objetivo prático na sua publicação.

Um outro ponto que você precisa colocar atenção é em relação aos tópicos que serão abordados. Pense sempre no que está em alta, notícias recentes, informações relevantes e as famosas listas.

Quanto mais interessante for o conteúdo, maiores serão as chances dos usuários consumirem até o fim e engajarem.

Insira o botão de Call To Action na posição que você considerar melhor dentro do layout, e lembre-se: testar posições diferentes te ajuda a encontrar o que gera melhores resultados.

Links internos

Um dos fatores de rankeamento do Google são os links internos, então explore os links nos seus Web Stories.

Você pode utilizá-los tanto em botões quanto em blocos de texto. Faça com cautela e sempre pensando no contexto entre o conteúdo do link, as palavras onde ele será inserido e o conjunto de texto onde as palavras estão.

Mas, atenção: o conteúdo dos Web Stories é curto, então não coloque mais de um link por story.

Orientações por tipo de conteúdo

Agora que você já tem uma visão geral das boas práticas, vamos a algumas dicas mais específicas para você criar os melhores Web Stories para o seu público.

Listas

As listas são um dos tipos de conteúdo para Web Stories que possuem maior poder de retenção e engajamento, pois elas tendem a entregar um conteúdo de valor e útil para o público.

Para que elas possam produzir os melhores resultados, veja as orientações para você construí-las:

  • Capa
    • Título com até 70 caracteres
    • Imagem de fundo
  • Slides individuais (até 7)
    • Número de identificador do item
    • Título
    • Descrição com até 120 caracteres
    • Imagem de fundo
  • Slide final
    • Título
    • Fundo liso
    • Botão ou link CTA

Notícias

Muitos sites de notícias (Folha, Forbes etc.) estão utilizando os Web Stories para entregar a informação em um formato de fácil consumo.

Através dos Web Stories é possível dar a notícia de forma criativa, passando a informação mais importante do conteúdo e dando a oportunidade do usuário clicar e ler a notícia completa no site.

Veja as orientações para construir Web Stories de notícias geradores de cliques:

  • Capa
    • Título com até 70 caracteres
  • Slides individuais (até 4)
    • Título
    • Descrição com até 120 caracteres
    • Fundo com elementos visuais
  • Slide final
    • Título
    • Fundo com elementos visuais
    • Botão ou link CTA

Informativos

Os Web Stories também funcionam muito bem quando o assunto é informar o público sobre algo, como promoções e lançamentos de produtos, por exemplo.

Uma boa sequência de stories, com conteúdo objetivo e visual agradável, pode transformar curiosos em clientes.

Para te ajudar na criação, preparamos algumas orientações:

  • Capa
    • Título com até 50 caracteres
    • Descrição com até 100 caracteres
    • Fundo com elementos visuais
  • Slides individuais (até 4)
    • Conteúdo com até 160 caracteres e link interno
    • Fundo com elementos visuais
  • Slide final
    • Lista de referências ou links internos
    • Fundo com elementos visuais

Depois dessa imersão em Google Web Stories, que tal apresentar esse formato de conteúdo para sua equipe de marketing? Não perca tempo e aproveite enquanto a concorrência está baixa nos Web Stories!

Para ajudar você e o seu time a criarem conteúdos relevantes, nosso fundador, Rafael Rez, gravou um treinamento em SEO e produção de conteúdo estratégico com informações essenciais para a criação de conteúdos mais assertivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound