solicite uma proposta
Blog

Web Stories: significado, como funciona e boas práticas

O Marketing Digital possui muitas áreas e diversos tipos de produções distintas que podem fazer com que uma marca conquiste seus objetivos. Uma das demandas que estão em alta no mundo das estratégias de conteúdo são os Web Stories.

Esse tipo de conteúdo é recente e pode fazer com que um determinado site atinja resultados orgânicos incríveis, trazendo, além de números, muita visibilidade para a marca e fazendo-a se tornar relevante no segmento em que atua.

Neste conteúdo, iremos abordar qual o significado de web stories, como ele funciona e trazer várias boas práticas para não errar na hora de produzir esse e, assim, conseguir os melhores números possíveis. Acompanhe a leitura!

Web Stories: significado

O Web Stories ou AMP Stories, como também é conhecido, é um formato de conteúdo visual relativamente novo, que oferece uma experiência imersiva dentro da própria SERP do Google. É um tipo de demanda muito pensada para dispositivos móveis, ou seja, o conceito mobile first se aplica totalmente aqui.

Esse tipo de conteúdo aparece tanto quando o usuário busca por uma keyword específica quanto quando ele navega pela sua página no Google Discover, onde os resultados são entregues a partir dos interesses dele. 

Mas você deve estar se perguntando como o Google sabe pelo que esse usuário se interessa, né? Ele traça esses interesses com base nas atividades da pessoa nos apps e no navegador do dispositivo móvel. Sendo assim, o conceito de personalização e sua importância também estão bem presentes quando falamos de Web Stories.

O Web Stories foi criado em 2018 e tinha o intuito de surfar na onda de conteúdos em carrosséis e imersivos que o Snapchat havia começado em 2011, mas foi nos últimos 2 anos que esse formato deslanchou e começou a ser implementado na estratégia de diversas marcas.

Além do sucesso do Snapchat, que influenciou na criação do Web Stories pelo Google, também precisamos citar a inserção do Instagram em nosso cotidiano. A rede de compartilhamento de fotos possui, segundo uma pesquisa da Opinion Box, mais de 1 bilhão de usuários ativos e segue crescendo.

A rede conquistou os usuários pela diferença que podíamos notar ao compará-la com as redes sociais que vieram antes, como o Orkut e Facebook, por exemplo. Hoje, é natural na rotina das pessoas compartilhar seu dia por meio dos stories do Instagram.

Com essa naturalidade de compartilhar suas rotinas, surgiram até novas profissões de pessoas que passaram a ter muita visibilidade a partir dos stories do Snapchat ou do Instagram.

Web Stories vs Stories do Instagram 

Pensando nas diferenças entre os stories mais famosos do Instagram e os Web Stories do Google, temos que a principal delas é que nas redes sociais o conteúdo fica visível somente nas primeiras 24 horas após a publicação; já no Google, ele permanece no site ou blog em que está hospedado por tempo ilimitado.

Além da questão do tempo, outro ponto que também destoa entre os dois é o meio de veiculação. Enquanto os stories comuns são veiculados em redes sociais, os Web Stories são veiculados no próprio Google.

Outro fator diferenciador entre ambos é que o Web Stories são páginas da web legíveis para os bots do Google, famosos robôs de mecanismo de busca que são os responsáveis por lerem e indexarem os conteúdos.

Esse tipo de formato tem muitas vantagens, entre elas:

  • Não necessita de investimento monetário.
  • Formato totalmente personalizável, em que você tem liberdade criativa para inventar o layout que melhor represente sua marca.
  • Criação simples, rápida e dinâmica – não necessita de um tempo de produção muito longo, por isso também é recomendado para comentar dos trending topics.
  • Ótima experiência do usuário, com um tempo de carregamento extremamente rápido.
  • Oferece um fácil consumo aos usuários.
  • Oportunidade de se destacar, já que muitas marcas ainda não conhecem esse formato.
  • Nova fonte de tráfego orgânico que pode captar novos usuários.
  • Oferecer um conteúdo de qualidade aos usuários e, assim, fazer com que o reconhecimento da marca se amplie e evolua bastante (alcançando  topo e meio do funil).

Como funciona o Web Stories?

Já sabemos que os Web Stories possuem uma dinâmica bem parecida com os stories do Instagram, e que, além de aparecer nos resultados da SERP do Google, ele também é veiculado em outro local: o Google Discover.

Para encontrá-los, siga os passos abaixo:

  1. Entre no app do Google no seu celular.
  2. Clique na aba “Discover”.
  3. Desça a tela até visualizar a seção “Stories” (será bem semelhante à visualização dos stories do Instagram).
  4. Nessa seção, você verá um carrossel com diversos conteúdos de marcas distintas.
  5. Escolha a temática que mais chamou sua atenção e aproveite para explorar esses conteúdos.

Navegar por esses conteúdos e conhecer a forma que eles são feitos é fundamental para que você saiba para onde ir quando você começar a produzi-los, e como fazer da melhor maneira para seus usuários. Então, demande um tempo para explorar e consumir os Web Stories.

Como criar Web Stories?

Existem duas formas de produzir web stories. A mais comum é através de um plugin do WordPress, mas caso o site não seja em wordpress, não se preocupe, pois a outra maneira de criar esse formato de conteúdo é a partir de programação.

Para criar Web Stories no primeiro cenário, siga os passos a seguir:

  1. Instale e ative o Plugin no WP
Web Stories: print da tela com foco no quadro relacionado ao plugin Web Stories para WordPress
  1. Após isso, acesse a barra lateral em stories.
  2. Clique em “Adicionar novo”.
  3. E use toda sua criatividade para criar os cards do seu story do Google.

O uso do plugin de stories é bem intuitivo e simples, mas sempre é possível acessar o site de suporte do Google e tirar as dúvidas que surgirem no processo.

Exemplos de Web Stories

Como indicamos acima, antes de criar um story do Google, é recomendado que você conheça e explore o formato, a fim de saber o que e como produzir. Por isso, agora vamos trazer alguns exemplos de Web Stories como inspiração para que você consiga iniciar as produções por aí, ok?

Vamos lá:

Web Stories: exemplo de postagem em formato Web Stories do canal Bustle com duas mulheres vestidas com roupas coloridas e a frase em inglês: "11 designers que representam o futuro brilhante da mosa, de acordo com experts da indústria" e o subtítulo: "A única forma que a moda ainda tenha um futuro é ser bela e inclusiva em todos os níveis, do design à produção".
Web Stories: exemplo de postagem em formato Web Stories do canal Trio retratando obras de arte em um cenário aberto, com o título: "Igreja do reino da arte" e o subtítulo: "Com quatro templos na Rocinha, a congregação reúne jovens artistas em busca de espaço no restrito mercado de arte".
Web Stories: exemplo de postagem em formato Web Stories do canal Forbes com uma casa urbana em um dia ensolarado e cabras na rua, com o título: "Veja animais correndo livres em cidades vazias".
Web Stories: exemplo de postagem em formato Web Stories sem registro do canal, com o título: "Faça um tour pela ópera de Paris!", e o CTA "Clique para começar".
Web Stories: exemplo de postagem em formato Web Stories, com a logo do canal Chata de Galocha, com o título: "Ergonomia no Home Office" e o subtítulo: "7 posições adequadas para não sofrer depois".

Como vimos, é possível criar stories muito diferentes e usar bastante da criatividade e identidade visual de uma marca para que o usuário identifique de “bate pronto” que é uma comunicação da marca “x” ou “y”.

Guia de boas práticas

Assim como outros formatos de conteúdos precisam de determinadas otimizações para terem bons resultados, como os blogposts, o Google também cobra alguns requisitos para que um Web Stories tenha uma melhor performance, e falaremos dessas boas práticas no tópico abaixo.

Escolha de palavras-chave

A escolha de palavras-chave é um processo essencial na criação de conteúdos para os meios digitais, já que é a partir dessas keywords que os usuários irão encontrar os diferentes formatos de conteúdo.

Quando fazemos esse processo para os Web Stories, é importante considerar sempre palavras-chave relacionadas a pautas já trabalhadas e que possam gerar interesse no aprofundamento da leitura, para então direcionar o leitor a um conteúdo mais extenso no blog. 

O ideal é que o alcance de um Web Stories seja bem extenso, então o volume de busca é um fator bastante importante na hora de fazer a escolha da palavra-chave e deve ser levado em conta. Aqui, é o momento de optar pelas keywords com uma volumetria maior.

Produção de conteúdo

O conteúdo de Web Stories deve ser breve e objetivo, porém relevante. Isso se deve ao momento da jornada de compra em que o usuário irá ler o material, logo no início dela. É importante abordar pontos legais e despertar o interesse do leitor, mas sem entregar todas as informações logo de cara.

Isso é essencial, pois trabalhar conteúdo técnico e detalhado nessa etapa inicial pode causar problemas, como: 

  • Suprir a necessidade do usuário e atrapalhar sua conversão em visitante no site.
  • Estar além das expectativas do usuário. 
  • Criar a impressão de inacessibilidade do conteúdo.

Quer saber como produzir conteúdos ainda mais verdadeiros? Leia nosso conteúdo sobre fontes de pesquisa

Uso de imagens e layout

A criação dos Web Stories passa por dois processos necessários para que o material obtenha um bom posicionamento orgânico: a produção do texto e o design das telas.

Ao desenhar as telas dos stories, para além de pensar como os usuários querem receber essas informações, será preciso levar em consideração a forma como os robôs leem as imagens. Por isso, é importante seguir os seguintes parâmetros:

  • Inserir texto alternativo em todas as imagens e elementos visuais.
  • Inserir os títulos de acordo com a hierarquia de informação no HTML, utilizando as heading tags <h1>, <h2>, <h3> etc. 
  • Considerar um espaço para inserção de logo (96×96px) no layout, de forma a facilitar os robôs a associarem o conteúdo à marca. 
  • Inserir dados estruturados ao criar stories para oferecer uma pesquisa aprimorada. 
  • Manter uma identidade visual consistente em todo o material;
  • Deve-se cadastrar uma imagem de destaque em cada postagem de Web Story, utilizando texto alternativo ao cadastrá-las.

Call to action

Já falamos anteriormente que a ideia dos web stories é entregar informações relevantes de uma maneira facilitada e simples aos usuários, instigando a curiosidade deles, a fim de que queiram ler mais sobre o tema dos cards. Por isso, os CTAs também serão ótimos aliados na criação desse tipo de conteúdo.

É importante considerar o destino para onde o usuário será direcionado quando quiser se aprofundar na temática. Diferentemente dos stories comuns de redes sociais, os Web Stories não participam de uma rede de engajamento, por isso é preciso considerar o objetivo prático de sua publicação. 

Ou seja, ao produzir esse formato de conteúdo é fundamental ter sempre na sua cabeça a seguinte pergunta: “Para onde vou levar os usuários após eles consumirem os cards dos Web Stories?”.

Outro aspecto relevante é o tópico trabalhado, já que os Web Stories costumam ser curtos. Pense sempre em tópicos que estejam em alta, notícias recentes e listas. Tudo isso irá ajudar o usuário a encontrar os melhores conteúdos para interesses específicos no seu site. Os botões call-to-action podem ser inseridos no meio ou ao final dos stories, dependendo da quantidade de slides que serão criados.

Links internos

O uso de links internos nos stories pode auxiliar o ranqueamento, da mesma forma como ocorre em textos comuns de blog. No entanto, devido às limitações técnicas do desenvolvimento, é importante que os links sejam inseridos em blocos de texto da maneira mais natural possível. 

Por isso, crie parágrafos que estejam ligados a outros conteúdos de forma completa para que o buscador dê relevância para aquela linkagem. Além disso, não insira mais de um link por story, pois isso pode ser mal visto pelos bots do Google.

Orientações por tipo de conteúdo 

Nosso último subtópico será uma orientação específica para cada um dos tipos de web stories: listas, notícias e informativos, contendo as especificações de tamanhos, visual e muito mais. Confira a seguir!

Listas

Para os Web Stories de listas, temos as seguintes especificidades:

  • Capa:
    – Título (até 70 caracteres)
    – Imagem de fundo
  • Slides Individuais (até 7)
    – Número identificador do item
    – Título do item
    – Breve descrição (até 120 caracteres)
    – Imagem de fundo
  • Slide Final
    – Título
    – Fundo liso
    – Botão ou link CTA (direcionar para outro conteúdo)

Notícias 

Já para os web stories de notícias, as boas práticas são as seguintes:

  • Capa:
    – Título (até 70 caracteres)
  • Slides Individuais (até 4)
    – Título do slide
    – Conteúdo breve (até 120 caracteres)
    – Fundo com elementos visuais
  • Slide Final
    –  Título
    –  Fundo com elementos visuais
    –  Botão ou link CTA (direcionar para outro conteúdo)

Informativos

Por fim, para os stories do google informativos, é preciso seguir as seguintes diretrizes:

  • Capa:
    – Título (até 50 caracteres)
    – Breve descrição (até 100 caracteres)
    – Fundo com elementos visuais
  • Slides Individuais (até 4)
    – Conteúdo breve com linkagem interna (até 160 caracteres)
    – Fundo com elementos visuais
  • Slide Final
    – Lista de referências ou links internos de interesse
    – Fundo com elementos visuais

Está na hora de começar a produzir Web Stories

Como vimos ao longo do conteúdo, os web stories podem trazer diversos benefícios para uma marca, tanto em números quanto em reconhecimento e fortalecimento de uma marca, então por que você também não começa a investir esforços na produção desse formato de conteúdo? Vimos que ele vale muito a pena.

Caso não tenha uma equipe especializada para produzir esse tipo de formato, pode contar conosco da Web Estratégica. Aqui, temos experts em marketing de conteúdo e SEO para ir além da produção e também acompanhar e otimizar os resultados.
E aí, gostou do nosso blog post? Também temos um treinamento em SEO e produção de conteúdo estratégico para que você comece a dominar essas áreas, saiba o que fazer e quando fazer um web stories, por exemplo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound