solicite uma proposta
Blog

Tráfego orgânico ou pago?

No marketing digital, quando combinamos mais de uma estratégia, é muito mais provável que uma determinada marca consiga atingir os KPIs e objetivos predefinidos para seus canais digitais, por isso, hoje, vamos aprender mais sobre como unir uma estratégia para otimizar o tráfego orgânico e o pago.

O primeiro ponto para deixarmos em evidência logo de cara é que o tráfego pago não é melhor que o orgânico e vice-versa. Eles são áreas complementares no marketing que podem ajudar para que um blog ou e-commerce, por exemplo, atinjam os resultados esperados, seja em acessos ou em conversões. Essa combinação pode ajudar a bater as metas, independentemente do KPI escolhido.

Neste conteúdo, iremos aprender mais sobre quais são as vantagens de cada tráfego, como gerar cada tipo, quais são as ferramentas de acompanhamento, além das diferenças entre o tráfego orgânico e pago. Também vamos dar diversas dicas práticas de como combiná-los, por isso, acompanhe a leitura!

Tráfego Orgânico X Tráfego Pago: confira as principais diferenças entre eles!

Antes de nos aprofundarmos nos desdobramentos dos temas, vamos recapitular quais são, especificamente, as diferenças entre cada um desses conceitos? Confira a seguir!

A maior diferença quando falamos de tráfego orgânico e pago é a origem do tráfego, ou seja, a maneira que o usuário chega até o canal da marca, e isso também é impactado pela etapa que o possível cliente está no funil de conversão. 

No tráfego pago do Google (SEM) é comum que os possíveis clientes cheguem até a marca através de anúncios pagos personalizados para o público específico que já está mais próximo de converter (comprar um produto ou contratar um serviço), que são as pessoas que já reconheceram seu problema e estão atrás de uma solução adequada. Por isso, esse tipo de tráfego é considerado mais passivo, já que ele vai até a pessoa.

Já no tráfego orgânico, os usuários chegam ao site ou blog da marca através de pesquisas nos mecanismos de busca, como o Google, por isso, acaba sendo uma busca mais ativa, já que o próprio usuário vai atrás daquela informação. 

Mas, como já comentamos anteriormente, uma estratégia voltada para a otimização do tráfego orgânico não anula a de tráfego pago, nem podemos pensar que uma é melhor que a outra. Aqui, é a hora de identificarmos possibilidades de otimizações para os dois tipos de tráfego e otimizarmos todos os canais de relacionamento com o possível cliente, a fim de criarmos uma boa relação com ele a ponto de sermos  lembrados num futuro próximo.

Outra diferença que acaba sendo bastante falada ao se comparar tráfego orgânico e pago é quanto ao investimento que se faz necessário para cada uma das estratégias digitais. 

No tráfego pago, apesar dos resultados serem instantâneos, a marca depende dos resultados através de investimentos em campanhas. Se a empresa para de investir, os resultados cessam.

Já no tráfego orgânico, os resultados começam a aparecer após um tempo do início do projeto (em média 4 meses). Caso seja necessário pausar as estratégias de tráfego orgânico, os resultados continuam a se desenvolver, pois é perene e não depende de um investimento vitalício.

Agora que você já sabe mais sobre as principais diferenças entre tráfego orgânico e pago, que tal conferir as vantagens, como gerar cada um deles, quais são as ferramentas que usamos para acompanhar os resultados e outras especificidades? Veja abaixo!

Especificidades do Tráfego Orgânico

No tópico anterior falamos mais sobre o que é o tráfego orgânico e que sua contabilização é feita através do acesso ativo do usuário, ou seja, ele indo em busca da informação que precisa. Por isso, esse tipo de tráfego possui muitas vantagens e especificidades e vamos tratar delas agora. Leia a seguir!

Vantagens e especificidades do Tráfego orgânico

A primeira característica do tráfego orgânico é que os conteúdos costumam ser voltados para a atração e engajamento do público-alvo. As ações realizadas nesse tipo de estratégia também podem impactar em conversões e vendas finais.

Como já falamos em outro momento deste artigo, o investimento em estratégias orgânicas pode ser pausado e mesmo assim continuará rendendo frutos de forma perene, pois o resultado independe do investimento contínuo. 

No tráfego orgânico também olhamos para uma métrica importante a nível de negócio para as marcas, que é o ROI (Retorno Sobre Investimento), e nesse cenário o ROI é a longo prazo.

Outro ponto de vantagem no orgânico é que existe maior possibilidade de continuar gerando tráfego com o mesmo conteúdo, ou seja, não precisa criar algo novo toda vez e gastar energia e esforço tentando reinventar a roda – aqui, é possível utilizar os meios e conteúdos já produzidos, apenas com estratégias de otimização.

E uma vantagem que é bastante atrativa, pois é sentida diretamente no bolso, é que no tráfego orgânico não é preciso pagar por clique, então o investimento tende a ser menor. Em contrapartida, a estratégia e equipe para implementar as melhores demandas precisam ser bem fundamentadas e experientes, a fim de que a estratégia alcance os efeitos esperados.

Como gerar tráfego orgânico?

É possível gerar e otimizar o tráfego orgânico com algumas estratégias e projetos que vamos abordar abaixo!

Marketing Digital

No marketing digital, é possível integrar diversos projetos de inbound para atrair tráfego orgânico. Por exemplo, combinar estratégia de produção de blogpost com a criação de uma régua de newsletter, enviando um e-mail para a base de leads da marca com um post que seria útil para o dia a dia dessas pessoas, fazendo-as migrar para o blog com a intenção de  terminar de ler o conteúdo.

Aqui também é possível otimizar os canais, como sites e blogs, através da expertise da área de CRO, que entende tudo e um pouco mais sobre como melhorar os aspectos de uso das páginas para que fiquem do jeito que os usuários esperam.

Enfim, é possível montar uma estratégia de marketing digital com diversas áreas dentro dela, a fim de estar em todas as etapas do funil na hora certa, conseguindo os melhores resultados possíveis para o segmento de mercado.

SEO

Uma outra área do marketing digital que pode ajudar a gerar e otimizar o tráfego orgânico de uma empresa é o SEO. Essa é uma área inteiramente voltada a otimizações para o orgânico e ela traz resultados que impactam bastante nas conversões. Por isso, ela é tão  essencial na hora de definirmos uma estratégia mais ampla e integrada nos ambientes digitais. 

Marketing de Conteúdo

Por fim, mas não menos importante, temos o terceiro pilar para a obtenção de uma boa densidade de tráfego orgânico: o marketing de conteúdo. Esse tipo de estratégia é fundamental para saber o que e como falar com cada usuário em cada uma das etapas do funil. 

O marketing de conteúdo ajuda para que a marca esteja no lugar certo na hora certa, além de, claro, criar e nutrir um ótimo relacionamento com seus possíveis clientes. 

Com estratégias de conteúdo, é possível se destacar dos concorrentes e conseguir locais de destaque na SERP do Google, mas não só isso. Também é possível transformar seus clientes em fãs da sua marca, fazendo com que se orgulhem de comprar seus produtos. É possível ganhar o coração de seus clientes e fidelizá-los. Esse conceito ficou conhecido como brand lovers e ter esse tipo de público é muito bom para uma marca.

Estratégias de melhoria do tráfego orgânico

Até aqui você já aprendeu sobre as vantagens do tráfego orgânico e sabe um pouco mais das características e como gerá-lo, então agora é a hora de conhecer algumas estratégias e entregáveis que podem ajudar a gerar e otimizar esse tipo de tráfego nos seus canais digitais. Bora lá?

Os principais pontos que podem melhorar o tráfego orgânico são:

  • Artigos otimizados em blogs próprios da marca e em plataformas de jornalismo social
  • Vídeos e lives (exemplo: webinars, workshops, aulões, cursos etc.)
  • Landing pages para materiais informativos
  • E-books
  • Infográficos
  • White papers
  • Web Stories
  • Conteúdos interativos, como quizzes
  • Podcasts e artigos em áudio
  • Descrição de produtos em e-commerces
  • etc.

Ferramentas de acompanhamento do tráfego orgânico

Após a implementação de estratégias para a otimização do tráfego orgânico, você só precisará saber como acompanhar os resultados, não é mesmo? Então, vamos conferir algumas das ferramentas que podem ajudá-lo nessa missão:

  • Google Meu Negócio
  • Google Analytics 
  • SemRush
  • Painel Search Console do Google

As Especificidades do Tráfego pago

Já que você conheceu as especificidades e características do tráfego orgânico, que tal saber mais sobre o pago também? Acompanhe a leitura!

Vantagens e especificidades do tráfego pago

A principal vantagem quando falamos de tráfego pago é a rápida resposta da estratégia, gerando resultados em um curto prazo de tempo. Por isso, se precisar de visitas e reconhecimento de marca mais instantâneos, o ideal é investir em CPC (Custo por Clique) num primeiro momento.

Outra característica muito conhecida do tráfego pago é o conteúdo altamente segmentado e voltado para conversão. É claro que os objetivos podem ser diversos, assim como em outras áreas do marketing digital, mas o grande foco aqui é um retorno rápido, ou seja, clientes.

O terceiro tópico que trazemos é o maior ROI (Retorno Sobre Investimentos) a curto prazo, ou seja, facilmente o investimento feito voltará para a marca logo nos primeiros passos do projeto.

Como é uma estratégia mais mecânica e que acaba não tendo tantas variáveis como as de tráfego orgânico, por exemplo, o start inicial é mais simples, já que costuma ter menos pessoas envolvidas. 

Estratégias de melhoria do tráfego pago

Ao falarmos de tráfego pago, existem algumas demandas e alguns serviços que se destacam na hora de melhorar os resultados, como:

  • Demonstrações gratuitas do produto
  • Landing pages voltadas para o produto ou serviço
  • Cupons de desconto
  • Consulta gratuita
  • Formulários para contato

Como falamos nos tópicos anteriores, o foco com o pago é conseguir mais leads e aquecer as vendas, por isso, os entregáveis são voltados para a otimização desses objetivos.

Ferramentas de acompanhamento

Assim como o tráfego orgânico possui as ferramentas para acompanhar os resultados das suas estratégias, o pago também tem as suas. As principais e mais assertivas são:

  • LinkedIn Ads 
  • Youtube Ads 
  • Facebook e Instagram Ads 
  • Google Ads

Diferentemente das outras ferramentas, aqui no tráfego pago o acompanhamento feito e a ferramenta a ser usada vão depender muito da plataforma e rede social em que a marca realizou o investimento. Por isso, veja onde seu público estará e invista no local certo!

Como combinar tráfego orgânico com o pago? 

Já falamos no início deste conteúdo, mas vale ressaltar que ambos os tráfegos se complementam e não existe um melhor que o outro. Revisto isso, agora iremos te ajudar a combinar o tráfego orgânico e o pago. 

1. Definir objetivos e metas das campanhas de marketing 

O primeiro passo em qualquer estratégia no digital sempre será a definição das metas e dos objetivos das campanhas de marketing para só então começar a traçar as demandas que precisarão ser implementadas para alcançar tudo isso. Esse é o primeiro passo, pois como você começa algo sem saber para onde quer ir? Simplesmente não é assertivo e não faz sentido, né?

Por isso, pegue seu papel e caneta ou um documento virtual e já comece a traçar as suas metas, assim será mais fácil definir os próximos passos do projeto para otimizar tanto o tráfego orgânico quanto o pago.

2. Definir orçamento para cada campanha 

Assim como é importante saber onde você quer chegar, também é fundamental estar ciente de quanto é o seu orçamento para investir nas estratégias, a fim de saber e decidir de maneira mais estratégica onde colocar seus esforços de equipe e financeiros.

3. Definir KPIs e métricas

Depois dos passos iniciais, as coisas já começam a tomar forma e é agora o momento de definir os KPIs e as métricas que irão guiar toda a estratégia do projeto, a fim de conseguirmos ter um termômetro mais all time de como está o desempenho das campanhas.

Com essa visibilidade, é possível prever e identificar possíveis falhas na estratégia e adaptá-las para que isso não acabe atrapalhando os resultados finais do projeto. 

4. Definir quais ações serão para o orgânico e quais serão para o pago

É importante saber que existe a possibilidade de, em uma mesma campanha, ter a combinação dos dois tipos de estratégia, inclusive, essas estratégias integradas são bastante indicadas para que os resultados sejam atingidos de forma mais rápida, além da marca conseguir atuar em diferentes etapas do funil, atingindo diversos públicos em momentos distintos.

Ou seja, a combinação dos dois impulsiona cada um dos tráfegos, elevando então a saúde geral e a visibilidade da marca que opta por construir e implementar uma estratégia conjunta.

Serviço da Web – Conteúdo e SEO

Você já sabe da importância em olhar para diferentes estratégias do marketing digital e como é fundamental ter uma equipe eficiente e experiente do seu lado para conseguir sempre os melhores resultados.

Se não tiver um braço de apoio ou uma equipe especializada dentro da empresa, uma alternativa é contratar profissionais direto do mercado e agência. Aqui, na Web Estratégica, temos expertise para colocar projetos de estratégia de conteúdo e consultoria de SEO em andamento. Então, se precisar, pode nos contatar que faremos a melhor proposta para a sua realidade!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google
Spotify
Consent to display content from Spotify
Sound Cloud
Consent to display content from Sound